17 de outubro de 2014

Resenha do Livro: A Arte de Correr na Chuva

Um conceito tão simples, no entanto tão verdadeiro: aquilo que desejamos já está à nossa frente; nós somos os criadores do próprio destino. Seja intencionalmente seja pela ignorância, nossos sucessos ou fracassos eram trazidos por ninguém mais, ninguém menos que nós mesmos.

  Em primeiro lugar, gostaria de deixar bem claro que amo animais, principalmente gatos e cães. Digo isso porque A Arte de Correr na Chuva é um livro narrado por um cachorro. Mais especificamente, Enzo. Mas ele não é um cachorro qualquer. Ele gosta de corridas automobilísticas, de assistir à televisão e deseja renascer como homem em sua próxima vida, como pode ser observado pelo seguinte trecho:
Uma vez eu vi um documentário. Falava dos cães na Mongólia. Dizem que a encarnação seguinte do cachorro — um cão que está pronto para deixar suas qualidades de cachorro para trás — é como homem.
Eu estou pronto.
  Sobre o livro, basta-se dizer que conta a história de Enzo e seu grande amigo Denny, que durante a vida enfrenta inúmeras provações (SPOILER SPOILER SPOILER SPOILER SPOILER SPOILER SPOILER SPOILER SPOILER SPOILER SPOILER SPOILER SPOILER SPOILER SPOILER SPOILER SPOILER SPOILER SPOILER SPOILER sua mulher morre, os avós tentam ficar com sua filha e ainda por cima é acusado de estupro SPOILER SPOILER SPOILER SPOILER SPOILER SPOILER SPOILER SPOILER SPOILER SPOILER SPOILER SPOILER SPOILER SPOILER SPOILER SPOILER SPOILER SPOILER SPOILER ). Basicamente, é uma história triste que divaga sobre as injustiças cometidas contra Denny. Bem, é assim que a vida é, não é? Com momentos bons e outros ruins.
  O pano de fundo da história é o automobilismo, sendo que é daí que surge o título da obra, A Arte de Correr na Chuva. Isso porque Denny é um ótimo piloto mesmo em tempo chuvoso, e a técnica para “correr na chuva” é apresentada como uma metáfora sobre viver. [É incrível ver como o cão filosofa diante disso, o que me fez olhar para o meu próprio cachorro com outros olhos].
  É importante dizer também que em algumas partes o livro é nostálgico, relatando apenas como é triste a vida de Denny, e isso acaba ficando desinteressante com o tempo. Por isso, acho que se não estivesse lendo esse livro por uma indicação, eu poderia não ter gostado tanto dele.
  Enfim, passando-se por cima da história clichê, é interessante ler o que Enzo pensa e eu indico essa experiência a vocês leitores.
    
  E vocês, caros leitores, gostam de animais e livros com esses seres adoráveis? Eu amo.

#ahbemsério, por SHE

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Eu também adoro cães, fiquei curiosa com esse livro.
      Ainda não li nada narrado por um animal,
      Só não gostei da capa.
      Beijos
      Construindo Estante || Facebook Tem promoção de Halloween lá no blog. Não fique fora dessa!

      Excluir
  2. Pois é, talvez a capa pudesse ser mais elaborada, mas como eu li em pdf, acabei não reparando tanto nela.

    ResponderExcluir

Dê sua opinião sobre o assunto discutido acima :D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Copyright © 2015 | Design e Código: Natana Duarte - Colecionando Livros | Uso pessoal