3 de maio de 2015

Resenha do Livro: Wake- Despertar

  Olá leitores, como vão? 
  Bem, hoje em vim aqui para fazer não exatamente uma resenha, mas sim uma coisa diferente: uma crítica sobre um livro. Mas, Aline, qual a diferença entre crítica e resenha? Bom, particularmente eu só faço resenha se eu li o livro em questão. Nesse caso, como não li Wake completamente, porque não gostei e a leitura não fluiu nem um pouquinho, vim aqui falar sobre os principais pontos que foram cruciais para que isso acontecesse. Espero que vocês gostem :D
  Para começar, vou falar resumidamente sobre o enredo do livro. Temos a Janie, uma garota de 17 anos que parece normal, como qualquer outra adolescente, só que há um problema: ela é sugada para dentro dos sonhos das outras pessoas. Isso acontece sem que ela possa controlar. Porém, um dia ela é sugada para um pesadelo horrível, e isso a deixa desesperada. Pela primeira vez, ela não vai ser só uma espectradora, mas vai fazer parte desse pesadelo.



  Quando eu fui comprar esse livro, li a sinopse e fiquei, tipo, UAUUUUU. Além disso, já tinha visto muita gente falando bem desse livro, o suficiente para continuar lendo a série, que se não me engano, é composta por mais dois livros (Fade e Gone). Pelo que me lembro no Skoob ele também é bem avaliado e tem resenhas com críticas positivas. O preço também estava muito bom, então não pensei duas vezes antes de comprá-lo
  Aí, certo dia, vi ele ali na minha estante e decidi começar a lê-lo. Tá, o começo já não estava muito bom. Eu senti como se a autora estivesse escrevendo, sabe, de qualquer jeito. Ou como se ela estivesse escrevendo um livro infantil com mais de duzentas páginas. Uma coisa que percebi, só não sei se é verdade ou não, é que a autora não dá quase nenhum detalhe, seja dos cenários, dos personagens ou dos sonhos. Ela descreve o principal, e só.    Geralmente, os autores que leio e gosto possuem um vocabulário extenso, o que eles não hesitam em utilizar em seus livros. Enquanto eles acrescentam palavras majestosas para dar uma graça ao enredo, a autora Lisa McMann simplesmente não faz o mesmo. Ou, pelo menos, não o suficiente para mim, considerando os livros que estou acostumada a ler. E isso me irritou bastante e contribuiu para a minha negação ao livro.


  Vou dar um exemplo usando um trecho, de, por exemplo, A Maldição do Tigre:

O tigre se levantou e se sacudiu, tirando a maior parte do feno de seu pelo, e caminhou preguiçosamente até mim. Foi só então que  me dei conta de que estava sozinha em um galpão com um tigre solto. - Página 52
  No caso da autora de Wake, ela simplesmente escreveria assim:
O tigre se levantou, sacudiu, tirou o feno do pelo e caminhou até mim. Aí percebi que estava sozinha com um tigre.
  Bem, não sei se deu para entender, mas foi mais ou menos assim que me senti: como se a autora tivesse tido preguiça de caprichar na linguagem exposta em seu livro.
  Eu acho que esse foi o principal e, talvez, o único motivo de eu não ter gostado e ter abandonado o livro. E outra coisinha: ele está na lista de livros que vou trocar no sebo.
  E aí, alguém já leu e/ou é fã dessa série? Vale a pena eu dar mais uma chance a ele? Comenta aí e, talvez, eu tente ler ele de novo antes de trocá-lo no sebo.
  Beijos :D

2 comentários:

  1. Oi, Aline!
    Também vi resenhas excelentes desse livro, muita gente ama, né? Eu ainda não li, mas achei pertinente as suas críticas. Leio a muito tempo e essas "economias" de vocabulário também me saltaria aos olhos assim que começasse a ler.
    Pra alguns autores e algumas histórias, esse tom mais direto até que combina; alguns livros da Agatha Christie que eu li por exemplo são bem assim, e não sei como, mas dá super certo.
    Não sei se é o caso de Wake, e pretendo dar uma chance porque como você, eu adorei a premissa do livro. Mas é sempre bom ter uma segunda opinião, por isso, obrigado pela crítica! :D
    Bjos,

    Mari
    Mari The Reader

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Mari :)
      Bem, cada um tem sua opinião, mas pessoalmente essa economia de vocabulário fez com que o livro fosse, tipo... desvalorizado.
      Dê uma chance sim. Quem sabe você não gosta?
      Obrigada pela visita :D
      Beijos *-*

      Excluir

Dê sua opinião sobre o assunto discutido acima :D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Copyright © 2015 | Design e Código: Natana Duarte - Colecionando Livros | Uso pessoal