22 de novembro de 2015

Resenha do Livro: Cinco Minutos

  Olá leitores, tudo bem com vocês?
  Hoje vim aqui fazer uma resenha para vocês, dessa vez de um clássico nacional de José de Alencar, chamado Cinco Minutos. Segundo a Wikipédia, a obra foi publicada em 1856 em forma de folhetins pelo jornal Diário do Rio de Janeiro. Ao final de alguns meses, com todos os capítulos já publicados, esses foram juntados em uma única edição que foi oferecida como brinde para os assinantes do jornal. No entanto diversas pessoas que não assinavam o mesmo procuraram um volume do livro.
  Minha experiência com esse clássico dessa vez foi totalmente diferente, já que não li o livro, e sim ouvi o audiobook. Foi a primeira vez na vida que decidi apreciar um livro através dessa plataforma. Tenho que admitir que os audiobooks são uma ótima descontração pra quando o leitor está tenso ou cansado demais para ler um livro, já que fazer o mesmo exige mais esforço do que ouvi-lo, na minha opinião. O que gostei mais ainda é que, como os clássicos geralmente tendem a ter uma linguagem mais antiga, o audiobook deixou tudo mais leve e descontraído.
  Agora vamos para a resenha :D


 

Sinopse: Um rapaz perde seu ônibus por cinco minutos e, ao entrar no seguinte, senta-se casualmente ao lado de uma mulher cujo rosto está coberto por um véu. A moça permite que ele lhe segure as mãos e lhe beije o ombro. A fim de localizar sua amada misteriosa, o narrador vai descobrindo mais detalhes sobre sua musa e espanta-se com os recursos da moça para permanecer incógnita. Várias viagens são necessárias até que o mistério se resolva e o casal possa encontrar a felicidade.

  Bem, para começar devo avisar que esse foi o primeiro romance do autor, e que, lembrando: foi escrito em 1856. Achei o enredo em si muitoooo clichê (o porquê logo abaixo; cuidado, é spoiler), comparando com muitos romances de hoje em dia. Mas como na época em que foi escrito SPOILER SPOILER em que algum dos protagonistas tem uma doença que pode ou não matar ele até o final do livro FIM DE SPOILER FIM DE SPOILER não havia tantos livros com esse tipo de enredo, não sei se posso exatamente chama-lo de clichê. Tipo assim: se fosse publicado nos dias de hoje seria clichê, mas como foi publicado a mais de 100 anos não é clichê porque na época não havia tantos romances com esse tipo de desenvoltura da trama... Espero que vocês tenham me entendido hehe
  Além disso, tive um pequeno incômodo em relação aos personagens, pois senti uma imensa falta da apresentação deles. Não em relação a aparência e tals, mas em relação a sua história de vida. É como se o começo do primeiro capítulo fosse o começo da vida de, principalmente, o rapaz que perde o ônibus. Mas como foi escrito originalmente como crônica eu acho e foi o primeiro trabalho de Alencar como autor, podemos até dar um desconto em relação a isso.
  O que achei interessante foi o autor ter achado algumas brechas para colocar um pouco de humor, o que deu uma graça a mais à obra. Isso acontece em poucas, mas cruciais situações, como se fosse para aliviar a tensão que o momento pode causar ao leitor.
  Por último, o livro acabou sendo totalmente diferente do que eu esperava. Na verdade não o livro em si, mas sim o final. Tinha certeza de que aconteceria uma coisa, mas aconteceu outra, e isso me surpreendeu positivamente, o que fez eu ter uma boa impressão do autor.
  Bem, agora pretendo ouvir outros audiobooks do autor, principalmente aqueles que são bem pedidos em vestibulares pelo país. 

  E aí, alguém aqui já leu Cinco Minutos ou qualquer outra obra do autor? O que acharam?
  Beijos e até a próxima pessoal :D

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê sua opinião sobre o assunto discutido acima :D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Copyright © 2015 | Design e Código: Natana Duarte - Colecionando Livros | Uso pessoal