19 de dezembro de 2015

Resenha do Livro: As Mais Belas Histórias da Antiguidade Clássica - Metamorfoses e Mitos Menores (Vol. 1)

  Olá leitores, tudo bem com vocês?

  Hoje vim fazer resenha do livro As mais belas histórias da Antiguidade Clássica - Metamorfoses e mitos menores (Vol. 1). Só para vocês não ficarem confusos, na verdade As mais belas histórias da Antiguidade Clássica é o nome da coleção, que é composta por três volumes: o 1º, que traz metamorfoses e mitos menores; o 2º, que conta os mitos de Troia; e o 3º e último, que é sobre Odisseu e Eneias.

  Como também recebi esse livro em parceria com o lindo do Grupo Editorial Record, e como os outros dois títulos estão disponíveis para eu solicitar, provavelmente o farei e vocês também poderão ler as resenhas dos próximos dois volumes em breve. Me aguardem hueheuheu


Sinopse: Uma obra que oferece ao leitor, em três volumes, uma ampla coletânea dos mitos gregos e romanos em versão romanceada.
“Hoje, As mais belas histórias da Antiguidade Clássica permanece como leitura valiosa não apenas para adolescentes, mas também para adultos. Útil para quem procura um primeiro contato com os mitos da Antiguidade Clássica (sem a aridez habitual aos manuais de mitologia), as narrativas são também lidas com grande prazer e curiosidade pelos já iniciados, pois é antes de tudo obra de valor literário intrínseco, além de qualquer função didática que possa ter.” - Paula da Cunha Corrêa.
No primeiro volume estão reunidos “Metamorfoses e mitos menores”, a começar pelo mito de Prometeu, o mito hesiódico das gerações humanas e os relativos às origens das tribos gregas. Além destes, as histórias dos argonautas, de Héracles e os heraclidas, Teseu, Édipo e a guerra de Tebas.

  Começando com uma frase que está na orelha do livro e que acredito que seja o ponto principal que devo ressaltar nessa resenha:
Estes mitos, que se encontram originalmente espalhados pelas obras clássicas, são mesclados e recontados por Schwab de forma romanceada, com grande erudição e talento.
  Isso basicamente descreve o livro. O autor conseguiu recontar vários mitos de Grécia e Roma de uma forma totalmente diferente do que eu esperava: de maneira leve e descontraída, resumindo várias narrativas grandes em pouquíssimas páginas, sendo que ainda assim não há escassez de detalhes. Ele meio que faz uma síntese com os aspectos principais de cada uma. Na verdade, o autor conseguiu detalhar as histórias na medida certa na maioria dos casos, sem falta nem exagero de detalhes, e acho que isso contribuiu para a fluidez da leitura.

  Esse primeiro livro foi publicado originalmente em 1838. Mesmo sendo uma obra antiga, a leitura em nenhum momento é difícil, já que a linguagem usada é simples, que contém só algumas palavras meio foras de uso ou palavras que são próprias da mitologia. Não sei se a edição ficou fluída assim porque o autor realmente não usou uma linguagem tão complicada ou se essa edição foi redigitada, substituindo a linguagem daquela época de 1800 por uma mais parecida com a da atualidade. Acho que foi um pouco dos dois.

  Como a sinopse disse, esse primeiro volume traz não só metamorfoses e mitos menores, como também "as histórias dos Argonautas, de Héracles e os Heraclidas, Teseu, Édipo e a Guerra de Tebas". Ele é dividido em, podemos dizer, "assuntos". Dentro de cada assunto temos várias histórias.

  No caso das metamorfoses e mitos menores, por exemplo, cada história é de um personagem específico, e o que eu mais gostei na parte dos mitos menores foi adquirir conhecimento de personagens não tão conhecidos dentro da mitologia greco-romana; no caso das metamorfoses, encontramos narrativas que não são tão desconhecidas assim, como a de Prometeu, por exemplo.

  Em relação as outras histórias, algumas tratam mais em específico da vida do personagem que é tomado como principal (Héracles, Heraclidas, Teseu e Édipo), mas também temos participação ativa de personagens secundários e terciários. Já no caso dos Argonautas e da guerra de Tebas, temos também um personagem que é o que poderia ser considerado o "protagonista", mas o mais importante é o todo, que envolve todos os personagens e, principalmente pode-se dizer a situação à que eles estão submetidos.

  Mesmo não sendo contados como em outros livros do mesmo tema, fazendo com que pareça mais uma história totalmente nova (vejam como a linguagem pode mudar a perspectiva do leitor), a mitologia é a mesma, ou seja, são aquelas mesmas narrativas de séculos e séculos passados, só que recontadas de forma diferente. Além disso, lendo esse livro percebi que a mitologia greco-romana é bem diferente do que eu imaginava quando assistia filmes ou lia livros fantasiosos que a envolvessem.

  Outro aspecto que eu gostei muito foi como algumas histórias acontecem ao mesmo tempo, mesmo estando separadas no livro. Uma coisa bem interessante é que a edição faz algumas referências bastante importantes a meu ver, como por exemplo a da imagem abaixo, ou seja, um mito indicando outro que acontece contemporaneamente à ele.



  Como na mitologia uma mesma história pode apresentar diversas versões, as notas de rodapé também foram usadas para contar, por exemplo, um outro possível fim de um personagem. Lembrando que Schwab, "costurando com sua prosa ágil as diversas versões míticas que encontramos originalmente espalhadas na literatura clássica, [...] reconta os mitos [...] com um colorido romântico reconhecível no vocabulário, recorte e ênfase dada a certos elementos."




  Um dos aspectos que achei bem divertido foi o fato de várias histórias trazerem uma explicação para algo do nosso cotidiano. Quer saber o porquê de, segundo a mitologia, a aranha tecer fios? Veja o mito de Aracne ;D Ressaltando que, para quem não sabe, as diferentes mitologias que já existiram e que existem até hoje foram criadas pelo homem para explicar o mundo ao seu redor e os fenômenos naturais.


  A única coisa que me incomodou um pouco durante a leitura foi que na maior parte dos mitos são citados muitos nomes, e isso pode tornar o livro um pouco confuso. Além disso, anteriormente eu disse que o autor detalhou as histórias na medida certa na maior parte dos casos, não deixando as mesmas enjoativas. Acontece que em alguns mitos senti uma falta de detalhes, como se Gustav tivesse esgotado sua cota de detalhamento. Talvez seja porque os mesmos eram curtos, ou não tão detalhados na própria mitologia, mas acho que não. Isso deixo também como um ponto negativo, mas nada que vai atrapalhar a leitura, okay?


  O que também achei interessante foi que, "para tornar a presente compilação o mais abrangente possível, foram acrescentados à edição original, pela editora Carl Ueberreuter [...] catorze mitos, cujos capítulos são aqui indicados com asteriscos." Gente, achei isso fantástico. Mostra a preocupação dessa editora Carl Ueberreuter com seus leitores, e o Grupo Editorial Record não fica para trás: teve o carinho de indicar isso aos leitores *-*


  Antes de falar sobre a edição, gostaria de colocar mais dois aspectos que poderiam ser considerados simples, mas que para mim foram incríveis: o apêndice e o índice. Para tornar a edição mais completa ainda, o apêndice traz algumas informações dos principais ou talvez mais citados deuses da mitologia, sendo eles celestes, da água, da terra ou dos Ínferos. Além disso, temos um índice onomástico, que nada mais é do que uma lista com os nomes dos personagens, deuses, heróis e etc que aparecem no livro, com indicação da página em que aparecem. Isso é essencial para quando você quer ler sobre alguém específico por curiosidade mesmo ou para um trabalho acadêmico, por exemplo.


 
 

  Agora em relação à edição:

*A capa não achei muito bonita, mas achei interessante. É um quadro chamado Caronte carrega almas através do rio Styx, de 1861, pintado por Alexander Litovchenko. Esse personagem não aparece no filme Percy Jackson e o Ladrão de Raios, quando o Percy quer ir no mundo inferior resgatar sua mãe? Só uma curiosidade minha gente hueheuheuh;

*O livro tem orelhas: uma com a sinopse e outra com a biografia do autor;

*O livro é bem dividido, ou seja, o leitor sabe bem quando uma história ou assunto termina e outro começa;

*As páginas são meio amareladas, o que é muito maravilhoso, já que páginas brancas cansam minha vista depois de um tempo de leitura;

*A fonte e o tamanho das letras estão bem ajustadas;

*O livro não contém imagens. 

  Recomendo esse livro para todas as pessoas que gostam de ler sobre a mitologia greco-romana, ou que querem ter um primeiro contato com esse mundo. Esse é o livro perfeito para ambos :D


  Para mais informações sobre o livro, acesse o site da editora

  E aí, pessoal, alguém já leu ou se interessa em ler esse livro maravilhoso? Já leram algum outro livro de mitologia? Comente aí embaixo :D

  Beijos e até a próxima, leitores <3

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê sua opinião sobre o assunto discutido acima :D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Copyright © 2015 | Design e Código: Natana Duarte - Colecionando Livros | Uso pessoal